/BLOG

Destaque:

Cobrança Factoring

Como a segurança de dados pode ajudar empresas de factoring?


05/03/2018 | 1 Comentários | por Decisão


Se por um lado a tecnologia nos favorece otimizando nossa vida pessoal e corporativa, por outro ela pode impor ameaças que comprometem nossas atividades.

Ao longo de 2017, vimos diversas empresas, no Brasil e em outros países, terem informações nas mãos de criminosos que bloquearam o acesso a dados na internet, dispostos a pedir ‘recompensa’ em troca da liberação dele. E tudo isso ocorreu por conta de alguma brecha na segurança de dados.

Mesmo com todo um sistema de proteção virtual, pequenas a grandes empresas de factoring também estão sujeitas a isso, ameaçando sua reputação no mercado. Isso porque empreendimentos do setor financeiro são um grande alvo de ataques cibernéticos.

A importância da segurança de dados em empresas de factoring

Por casos cada vez mais frequentes de acesso ao sistema de empresas é que proteger suas atividades virou uma necessidade. Principalmente em instituições financeiras, essa proteção é ainda mais essencial. Empresas de factoring utilizam dados das mais diversas formas, seja para simples controle ou mesmo tomar decisões e revisar ações estratégicas. O mais grave ante uma ameaça virtual é a exposição de dados financeiros não só da sua empresa, mas também dos seus clientes. Qualquer invasão ou vazamento de dados pode colocar em risco a sua imagem e comprometer a continuidade do negócio.

Como garantir a segurança de dados em uma empresa de factoring? 

Para se blindar de qualquer tipo de ameaça virtual, listamos abaixo algumas medidas relevantes:

1. Manter um sistema operacional licenciado e atualizado

É comum que muitas empresas não tenham o controle sobre o tipo de sistema operacional usado nos computadores. Os próprios funcionários podem baixar uma versão não autorizada e colocar sua empresa em risco. As desenvolvedoras de sistemas operacionais vêm se aperfeiçoando quanto ao rastreio de quem use versões sem licença e até limitam o uso, indicando que você precisa de um sistema original.Pouco a pouco, essa conduta pode dificultar a rotina da sua empresa e até gerar multas em caso de fiscalização. Além de ter um programa licenciado, o ideal é que ele esteja sempre atualizado, porque estará protegido contra ameaças que ele mesmo possa identificar e garantir, assim, a segurança de dados.

2. Ter um antivírus instalado

Não basta pular de um programa de antivírus gratuito para outro se pensa que já é suficiente para dizer que a segurança de dados da sua empresa de factoring está garantida. Instale um programa eficiente, pago e que esteja sempre atualizado. Assim como um sistema operacional, ele estará mais em dia com novos tipos de ameaças ao seu computador, pronto para rastreá-los. Existem diversos programas desse tipo e a recomendação é que você use um com a opção de firewall. Trata-se de um dispositivo de segurança que autoriza ou bloqueia o conjunto de informações que entra ou sai da sua rede, atendendo a determinados critérios de segurança.3. Bloquear a abertura de arquivos desconhecidos Em muitos casos, aquele link aparentemente inofensivo no e-mail, em sites ou redes sociais pode provocar o prejuízo na sua empresa de factoring. Adote uma política de segurança de dados que bloqueie os arquivos anexos nos e-mails. E, claro, oriente sua equipe sobre e-mails com remetente, assunto ou nome e extensão de arquivos duvidosos. Há provedores que permitem o bloqueio de e-mails com esse perfil.Vale também bloquear sites que não tenham relação com a área de trabalho da sua empresa, limitando assim, potenciais riscos.

3. Realizar backups periodicamente
 

Vírus, roubo de dados, servidor local corrompido, informações deletadas, problemas com HD, pane elétrica, furto de equipamentos e até incêndio. Qualquer um desses fatores pode prejudicar sua empresa de factoring se não tiver a rotina de fazer backups dos dados.Salvar informações é uma forma de manter seu negócio em atividade, mesmo diante de ocorrências como as listadas acima. Adote o hábito de fazer backups diários. Especialistas em segurança de dados recomendam que você salve três cópias do arquivo, em diferentes fontes. Não adianta salvar no próprio computador ou em HD externo que costuma ser usado dentro da própria empresa. Se houver vírus, pode perder tudo.O ransomware, por exemplo, pode criptografar as unidades de disco ligadas a um computador. O ideal é que sempre salve em uma fonte de fora do escritório. E assim como o hábito de fazer o backup, é preciso também fazer testes de restauração dos mesmos. Só assim você saberá se eles estão sendo feitos de forma correta.

4. Utilizar um software de gestão seguro

Um software que te ajude a controlar sua receita, seus clientes e a traçar estratégias também pode te proteger de crimes cibernéticos. Utilizar esses programas de gestão específicos para empresas de factoring elevam a segurança do seu negócio em diferentes níveis. Uma delas é que os dados são armazenados em nuvem, na própria internet, porém de forma mais segura e avançada e protege informações críticas e estratégicas.Além disso, existe o protocolo de segurança, em que você determina a atividade de cada um que acessa o programa e também define o que cada usuário pode fazer nele. Isso te dá um controle das atividades, dificulta invasões e previne ações fraudulentas dos próprios funcionários.Você se interessou pelo assunto? Assine nossa newsletter e receba mais informações para a sua empresa de factoring e como garantir a segurança de dados!

Compartilhar:

/DEIXE SEU COMENTÁRIO


Endereço

Rua Uberaba, s/n, Quadra 77, Lote 09,
Sobrado 03 - Jardim Luz
Aparecida de Goiânia - GO
74915-123.


Matriz - GO

(62) 4013-9300 / (62) 3280-9300


Filial - SP

(11) 5081-6033


Representante - MT

(65) 3646-8803 / 99227-5789

    Siga-nos: